Arquivos da Tag: Aliança Anarquista

Apresentação da Aliança Anarquista

* Texto publicado originalmente no nosso material de 1 ano

Há um ano atrás, tornava-se público o Manifesto da Aliança Anarquista. Lançado em 1º de maio de 2015, este documento apresentava os pilares iniciais para a construção desta organização que esforça-se para recolocar o anarquismo no lugar de onde nunca deveria ter saído: no interior da luta da classe trabalhadora.

Partindo de uma avaliação comum sobre a conjuntura e sobre a atual inexpressividade do anarquismo, a Aliança Anarquista apoia-se no método materialista histórico-dialético para elaborar seu programa de lutas e inspira-se nos clássicos do anarquismo revolucionário, tão presente e atuante nas importantes lutas de nossa classe, para orientar o fortalecimento do anarquismo organizado. Encontra nos exemplos da Aliança da Democracia Socialista – partido de vanguarda organizado por Mikhail Bakunin – e na proposta da Plataforma Organizacional – escrita por anarquistas russos e ucranianos que atuaram na Revolução Russa de 1917 – a inspiração para reerguer o programa do anarquismo revolucionário organizado.

Considerando também os diversos esforços de diversos militantes anarquistas comprometidos e engajados ao redor do mundo para a construção e fortalecimento do socialismo antiestatista, compreende a importância de seguir avançando na formulação teórica, programática e estratégica rompendo com as tentativas de tornar o anarquismo refém da ineficaz política identitária, comportamental e individualista.

O anarquismo não é um estilo de vida onde cada indivíduo finge poder renunciar individualmente ao capitalismo. O anarquismo é uma corrente socialista revolucionária que tem como objetivo a tomada dos meios de produção e a destruição do Estado-nação a partir da organização classista e da luta combativa dos trabalhadores e sua juventude.

Com o atual acirramento da luta de classes, a necessidade da organização e da disciplina militante se coloca ainda mais urgente. A construção coletiva de um programa de lutas que não deposite suas perspectivas na tomada – pela via eleitoral ou não – do aparelho do Estado é fundamental.

Por isso convocamos todos os trabalhadores e sua juventude comprometidos com a luta de nossa classe para que, com atuação concreta nas bases, somem esforços na construção da Aliança Anarquista rumo à tão necessária revolução social!

TODO PODER À CLASSE TRABALHADORA!

CAPA NOVA

Aliança Anarquista no Rio de Janeiro

É com bastante alegria que comunicamos a expansão de nossa organização para o Rio de Janeiro – Estado que concentra mais de 16 milhões de habitantes.

Contamos já com militância orgânica neste e planejamos ter um núcleo consolidado no curto-médio prazo.

Compreendemos esta expansão como importante passo rumo ao nosso objetivo de agrupar militantes combativos de nossa classe ao redor de um partido de abrangência nacional, orientado por um programa de cunho anarquista revolucionário.

Aproveitamos para reforçar o chamado a todos os trabalhadores – fluminenses ou não – comprometidos com a causa de nossa classe, a se somarem a nós neste imenso desafio: recolocar o anarquismo no cerne da luta classista.

Viva o anarquismo revolucionário!
Avante companheiros!

mapa rj4

Panfleto de lançamento da Aliança Anarquista

Apresenta-se, neste 1º de maio – data histórica da luta dos trabalhadores contra seus algozes – a Aliança Anarquista. Proposta que surge dos anseios da militância comprometida com a luta de classes e que reconhece como central a necessidade de agrupar a vanguarda presente nos diversos locais de trabalho e estudo em um partido orientado por um programa revolucionário anarquista. Um programa para as lutas dos trabalhadores contra seus exploradores, de forma a romper totalmente com o capitalismo e o Estado. Uma organização que não tema a responsabilidade de estar à altura dos desafios e necessidades imposto pela atual situação da luta de classes.

Conclamamos todas as pessoas que dão o sangue e o suor pela classe trabalhadora, e sentem a necessidade da destruição deste regime de exploração, a lerem o manifesto da Aliança Anarquista. Mais do que isso, que aceitem o desafio e a responsabilidade de colocar na ordem do dia a combatividade necessária para a consolidação do poder da classe trabalhadora, através da tomada dos meios de produção e a destruição do órgão máximo da defesa do capital: o Estado.

O manifesto está lançado e aborda uma breve discussão sobre conjuntura nacional, com avaliação sobre a crise do capitalismo e a crise da social-democracia, a necessidade da construção de uma organização que reúna a vanguarda nascida no seio da classe em luta. Apresenta também as diferenças centrais com demais organizações que se reivindicam anarquistas hoje, com o autonomismo e com as linhas do comunismo-marxista.

Faremos uma série de encontros para colocar este manifesto em debate com todas as pessoas interessadas. Confira no site as datas e locais.

Trabalhadores ao poder!

panfleto lançamento