Arquivos da Tag: ocupação

Todo apoio à greve geral dos servidores e às ocupações de escolas do RJ!

No último dia 14, uma assembleia da rede estadual de educação decidiu pela continuidade da greve, iniciada dia 2 de março.

Esta greve compõe a greve geral dos servidores do estado, em curso desde o dia 6 de março e deflagrada contra os ataques do governo, como o atraso e parcelamento de pagamentos e as propostas de mudança na previdência do funcionalismo. Somam-se a isso pelo menos 45 escolas ocupadas por estudantes.

TODO APOIO À GREVE GERAL DOS SERVIDORES DO RJ!
TODO APOIO ÀS OCUPAÇÕES ESTUDANTIS!

– Lista de escolas ocupadas: https://www.facebook.com/EscolasRJemLuta/posts/1530810577225431:0

– Mapa das ocupações: www.bit.ly/ocupaescolario

greve geral rj 3

Solidariedade contra a reintegração da MABE em Hortolândia

No dia 3.04, último domingo, os trabalhadores da MABE em Hortolândia foram reprimidos durante a operação de reintegração de posse na ocupação que mantinham desde fevereiro contra a demissão de cerca de 2 mil operários quando a empresa decretou falência. A negociação que estava sendo levada na Justiça sobre o fim da ocupação foi atropelada pela empresa em ação conjunta com a PM, lançando mão de helicóptero, bombas, sprays de pimenta e soldados de rapel. Com auxílio da segurança privada, bate-paus contratados pela MABE e a polícia militar expulsaram os trabalhadores de dentro da fábrica, onde tiveram de deixar seus pertences.

Em resposta a isso, está sendo mantido um acampamento na portaria da fábrica, para que as operações da empresa (que reabriu sob outro CNPJ para continuar funcionando com menos trabalhadores) sejam paradas.

Essa ação contra a ocupação dos trabalhadores da MABE é um exemplo de como o acirramento da crise econômica vem aumentando o acirramento da luta entre patrões e empregados. Empregos e salários ameaçados geram cada vez mais necessidade de luta, e os companheiros que hoje permanecem ocupados nos portões da MABE sabem disso. A repressão policial testemunhada nesse domingo é o medo dos grandes capitalistas, seu principal meio de nos manter calados frente a essa exploração e esses roubos a que nos sujeitam principalmente durante a crise.

Todos apoio aos trabalhadores da MABE!
Contra a repressão!
Não aceitaremos demissões!
MABE caloteira!

_____
+ infos: http://www.metalcampinas.org.br/

mabe reintegrada 4

LIBERDADE PARA OS 31 DETIDOS NA LUTA CONTRA AS OSs EM GOIÁS

No dia 15.02.16, após a segunda ocupação da Secretária de Educação (SEDUCE) 31 pessoas – entre elas, 13 menores de idade, e Rafael Saddi, professor da UFG e ativista político – foram covardemente detidas pelo Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE-GO).

As acusações contra eles são de dano ao patrimônio, corrupção de menores e formação de quadrilha. A audiência de custódia será hoje às 14h (ADIADA PARA AMANHÃ ÀS 8h) na 7° Vara Criminal, daí então, teremos mais informações.

Esta ocupação foi uma das ações políticas desenvolvidas por estudantes e professores de Goiás em luta contra a militarização e a implementação das “Organizações Sociais” (OSs) nas escolas da rede estadual, uma forma evidente de precarização e privatização.

Com o acirramento e a polarização da luta de classes, o Estado cada vez mais mostra o seu lado e sua verdadeira face. Seu papel será o de garantir a todo custo a implementação das políticas que atacam de maneira generalizada as condições de vida dos trabalhadores – como a PL da terceirização, a das estatais, a reforma na aposentadoria, as privatizações, entre muitas outras – assim como garantir a repressão aos jovens e aos trabalhadores que ousam lutar, e assim, ousam vencer.

(+ infos: https://www.facebook.com/Secundaristas-em-Luta-GO-1700458980240969)

FORA OSs!
NÃO A REPRESSÃO!
LIBERTEM NOSSOS PRESOS!

ocupa gyn 3

Viva a ocupação das fábricas Mabe Eletrodoméstico de Campinas e Hortolândia!

Desde fins de dezembro do ano passado, trabalhadores operários da Mabe de Campinas acampavam em frente a fábrica afim de lutar contra demissões e exigir o pagamento de salários e benefícios atrasados – como parte do 13°e a Participação nos Lucros e Rendimentos (PLR).

Hoje, poucos dias após a justiça decretar a falência da empresa, os trabalhadores perderam a paciência e decidiram ocupar duas das fábricas. Segundo o Sindicato de Metalúrgicos de Campinas e região, cerca de 900 trabalhadores estão engajados na movimentação.

Unificar e organizar a classe para tomar o que é nosso: que a experiência da Mabe se generalize!
Todo apoio a luta dos operários!

Mabe 3

Todo apoio à luta estudantil contra o fechamento de escolas!

Hoje, muitos estudantes tomaram as ruas de São Paulo – fechando até mesmo à Marginal Pinheiros – contra o projeto do governo estadual que pretende fechar centenas de escolas.

No final da manifestação, em frente ao Palácio de Alckmin, policiais militares reprimiram os estudantes – mas, é certo que a luta continuará independente de balas de borracha e gás pimenta!

CONTRA A REORGANIZAÇÃO DA REDE ESTADUAL DE SP!
NÃO AO FECHAMENTO DAS ESCOLAS!
BARRAR TODOS OS ATAQUES!

apoio estudantes

“Moradia já! Ou Brasília vai queimar!”

* Palavra de ordem entoada pelos ocupantes

No dia 14.09.2015 cerca de 450 famílias de trabalhadores sem-teto do Movimento Resistência Popular ocuparam o luxuoso Hotel St Peter de Brasilia exigindo moradia.

De imediato um pedido de reintegração de posse foi emitido pela justiça dos capitalistas.

Contudo, o grupo tem resistido – e promete continuar resistindo – à ação repressiva polícia.

Nós da Aliança Anarquista apoiamos à luta dos trabalhadores por uma vida digna e compreendemos como legitima e necessária a resistência contra os ataques e à repressão do Estado capitalista.

TODO APOIO À OCUPAÇÃO DO ST PETER!
VIVA A RESISTÊNCIA DOS TRABALHADORES!

hotel

Nota de apoio à ocupação da Barile!

Nessa segunda-feira, 14 de setembro, os trabalhadores metalúrgicos da Barile, em Bragança Paulista, ocuparam a fábrica e interromperam a produção exigindo intransigentemente o pagamento dos salários atrasados de 18 funcionários que foram demitidos há duas semanas.

As declarações dos trabalhadores são de que a Barile vai continuar parada até o pagamento integral dos salários. Essa resposta, que os companheiros estão dando a seus patrões, é a mais acertada o possível. As ações diretas dos trabalhadores mostram sua força e mostram que não estão dispostos a serem passados para trás para garantir lucro de ninguém!

Todo apoio aos companheiros da Barile!
Chega de golpes aos trabalhadores!
demitiu, PAROU!

barile